Séries

American Horror Story Roanoke

American Horror Story Roanoke

Quando soube da nova proposta para American Horror Story fiquei empolgada. Era algo que não tinha sido feito em episódios anteriores e continha um terror diferente. Nessa temporada temos um programa de TV estilo “Linha Direta” com dramatização de atores e depoimento de pessoas “reais”.

Pode conter spoiler! Leia por sua conta e risco.

 Os depoimentos começam por Shelby e Matt que mudam-se para uma enorme casa colonial. Porém eles não tem ideia de que a casa tem um passado sombrio. Os dias passam e Shelby passa a ter experiências sobrenaturais, nem sempre levadas a sério por Matt, que decide chamar sua irmã Lee, ex-policial, para fazer companhia à esposa. Lee não exerce mais profissão devido a seu vicio com remédios e está também divorciada e perdeu a guarda de sua filha Flora. Lee e Shelby não são lá muito amigas e passam a se aturar quando as duas passam a ter as mesmas experiências paranormais. Flora, filha de Lee começa a relatar suas visões de uma criança, Priscila. Diante de tantos fatos e outros casos sobrenaturais acontecendo eles descobrem sobre o passado da casa e porque ela tinha sido leiloada por tão pouco. Não tendo muitas escolhas senão ficar na casa a família corre perigo e escapa por um triz, durante a Lua de Sangue, período em que as coisas ficam mais aterrorizantes.

Mas essa é só a primeira parte! A segunda parte da temporada é marcada pelo retorno que o “documentário” traz, o sucesso e então uma possível continuação. Nessa parte os atores que interpretaram nas dramatizações e os sobreviventes reais voltam à Roanoke para dividir a casa em um “Big Brother” macabro. E durante a Lua de Sangue. Ai você se pergunta: porque voltaram?

Eu vou expor ela!

Esse formato me surpreendeu muito. Parece que soltei um monte de spoilers, mas o que escrevi aqui são apenas o pano de fundo de uma história cheia de surpresas. Não falei da metade dos personagens e nem do que eles fazem. Só posso dizer pra vocês que choca, tem sangue e dá medo.

Não tem uma terceira parte, mas um epílogo, que desfecha o “Big Brother” Roanoke. Aqui eu já não gostei muito não mas foi essencial para atar algumas pontas soltas. Fala sobre os acontecimentos posteriores à tudo, a mídia, os sobreviventes… enfim. Não curti muito essa parte, mas precisava.

As ligações com temporadas anteriores se dá com o aparecimento de Lana Winters (Asylum) em determinado momento, a aparição da primeira bruxa suprema (Coven) e um personagem chamado Edward Phillipe Mott, que construiu a casa e é um tataravô do Dandy (Freak Show).

Destaque para a personagem (na parte dramática) de Kathy Bates. Destaque para Adina Porter que interpretou Lee Real. E destaque para a Sarah Paulson e seus gritos de “Maaaaaaaaaaaatt” enquanto interpretava a Shelby.

Apesar de ter ficado com odiozinho do último episódio essa temporada me impressionou e ao mesmo tempo me deixou confusa, porque às vezes eu nem lembrava que algumas coisas eram uma dramatização dentro da série ficcional (loucura né?). Mas vale a pena conferir!

Quem ai quer saber sobre a Roanoke de verdade? Posso contar em outro post!

Você já viu? Conta pra mim!

XoXo,
Grazy

No Comment

  • Reply

    Camila Faria

    24 de janeiro de 2017

    Oi Grazy! Ai, confesso que não li o post, fiquei com medo dos spoilers ~ ainda não assisti, mas pretendo (em breve!). Depois volto para ler o post! 🙂

  • Reply

    Anônimo

    24 de janeiro de 2017

    Assisti AHS até a temporada Freak Show e amei, mas quando chegou Hotel e o hype (especialmente por conta da Lady Gaga), dei uma desanimada.
    Assisti aos 3 primeiros eps e aí fui largando..
    Roanoke me despertou curiosidade, mas acabei não acompanhando.
    Espero conseguir ver online ainda Grazy, mas são tantas séries 'na fila', sabe?! ahahahah
    beijos ♥

  • Reply

    Mafê

    26 de janeiro de 2017

    Sabe, nunca tive curiosidade de assistir esse seriado, embora muita gente comente muito bem. Mas esse teu post me aguçou a curiosidade. Talvez eu me renda 😉

    Beijocas

  • Reply

    Clayci

    27 de janeiro de 2017

    Eu estou muito atrasada com essa série e nem lembro o porque de ter deixado de lado. Eu li a respeito e fiquei super curiosa O.O

    Preciso colocar em dia <3

  • Reply

    Stephanie Ferreira

    27 de janeiro de 2017

    Medo!! Eu nunca vi essa série porque morro de medo Grazi! Toda vez que coloco em um episódio pra dar uma chance eu não consigo terminar kkk

    Beijão,
    Quase Mineira

  • Reply

    Mariana Pedroso

    27 de janeiro de 2017

    Eu nunca assisti essa série, mas morro de curiosidade. É o medo que não deixa, eu acho. Meu marido não curte séries e filmes de terror, e eu nem consigo pensar em assistir sozinha. Hahahaha!

  • Reply

    Danielle S.

    28 de janeiro de 2017

    Eu só assisti a primeira temporada de AHS, mas essa pareceu MUITO legal! A história lembra muito filmes de terror, então me animei bastante a voltar a assistir! E o melhor é que como cada temporada é "separada", acho que dá para assistir essa sem ter assistido as outras, né?

    Um beijo! ♥
    http://www.daniquedisse.com.br

  • Reply

    Tatiana Gallner

    30 de janeiro de 2017

    Eu assisti AHS até Coven, Freak show me deu MUITO medo e eu acabei abandonando haha
    Mas caraca, que formato diferente! Adorei, vou voltar a assistir só por conta desse formato.
    Adorei o post, beijo!

    http://capricati.blogspot.com.br/

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Te espero Cá!

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Sei como é, tô com uma fila gigantesca de séries! Mas veja e vem trocar uma ideia comigo!

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Veja mesmo! Depois volta pra me contar 😉

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Acho que você vai gostar Clay!

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Hahaha Sté! Comece por outra temporada e vá se acostumando! Eu amo de paixão Freak Show e Asylum e Roanoke está em terceiro lugar no meu ranking. Começa por Hotel ou Coven!

    Beijos

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Assiste Mari! Hahahahahaha, eu não me impressiono muito, então acho bem sossegado!

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Lembra um pouco Bruxa de Blair e Atividade Paranormal. Ficou bem diferente!

    Beijos!

  • Reply

    Grazy Bernardino

    7 de fevereiro de 2017

    Eu amoooooooooo Freak show!!

Leave a Reply


CAPTCHA Image
Reload Image

Sobre Mim

Sobre Mim

Grazy, 29. Casada com o Robson. Mamãezinha do Shih Tzu Dominic.

Categorias

Últimos Posts

Colares masculinos e como usar?

12 de fevereiro de 2019

Brincos nada básicos

9 de fevereiro de 2019

Anuncie

Anuncie

Posts Populares

Pin-me

Leia também

Blog Day ♥

31 de agosto de 2015

Decoração Criativa

6 de agosto de 2015