Marvel

Guerra Infinita

Guerra Infinita

Não sabia como escrever sobre Guerra Infinita. Já fez duas semanas desde que assisti o filme e por mais que eu tenha amado essa fase da Marvel confesso que o assunto estava saturado com tanta notícia, rumor, teorias… Ainda estava meio pesado para sentar, raciocinar e escrever de uma forma que mostrasse meu entusiasmo sem cair no clichê do momento de hype altíssimo da blogosfera e sites nerds.

O filme é basicamente clímax de 10 anos de construção cinematográfica em cima da história de heróis. Diferente dos demais filmes ele não se alonga em primeiro, segundo e ato final, mas já começa a partir de um gancho de Thor Ragnarok.

A partir daqui a resenha pode conter spoilers de filmes anteriores da Marvel, então estão avisados.

Thor Ragnarok tem uma cena final onde a nave com os asgardianos encontra uma nave gigantesca que deduzimos ser a nave de Thanos. Guerra Infinita se inicia com o ataque de Thanos à população asgardiana. Não sabemos quantos morreram, quem fugiu… Sabemos que Thor ficou perdido no espaço até ser resgatado pelos Guardiões da Galáxia, que passam pelo cenário de horror que Thanos deixou pra trás. Eles são alertados sobre os planos do Titã Louco.

O alerta chega até a Terra por intermédio do Hulk, que se encontrava na nave asgardiana. Ele dá o mesmo aviso que Thor transmite: Thanos está vindo. Está atrás das Jóias do Infinito. Nesse momento temos dois arcos acontecendo no filme. Espaço e Terra. Todos lutando contra o genocídio que vai acabar com um terço da população do universo caso Thanos tenha sucesso nos seus planos.

No decorrer do filme os heróis que desunidos pela Guerra Civil, unem-se para proteger uns aos outros, as Jóias e o Universo. O filme mostra diferentes pontos de vista sendo contados de uma forma tão dinâmica que não tem como se perder. Durante todo o filme não há muito espaço para relaxar, tem muita coisa acontecendo. E é lindo, empolgante, te deixa nervoso e te faz rir… um pouco. Guerra Infinita não acaba da forma mais feliz, mas com certeza da forma mais emocionante e genial.

Um encontro de deuses ♥

Confesso que uma vez para mim foi pouco para degustar do filme. Não vejo a hora de poder assisti-lo de novo daqui alguns meses, quando sair em blu-ray. É um filme totalmente diferente de tudo que a Marvel apresentou ao longo dos anos. É um filme que começa na história e termina com uma interrogação. O que nos abraça é a cena pós-crédito, a luz de esperança em um momento sombrio.

Guerra Infinita ainda se encontra em exibição em algumas salas de cinema. Você assistiu? Conta pra mim!

XoXo,
Grazy

6 Comments

  • Reply

    Clayci

    15 de maio de 2018

    Eu sai da sala do cinema querendo assistir de novo
    Nem senti o tempo passar e fiquei arrasada com o final hahaiuhaiuhaiu
    Super ansiosa pela continuação <3

  • Reply

    Coruja Geek

    16 de maio de 2018

    Oi Grazy, tudo bem? Acredita que também pensei a mesma coisa sobre esse filme e a mídia sobre ele? Muita propaganda, resenhas, comentários… Mas é sempre bom mostrar nossa opinião. Não costumo assistir filmes assim de super heróis, o único que acompanhava era o super man em Smallville haha Beijos, Érika =^.^=

  • Reply

    suuh

    20 de maio de 2018

    assisti ele ontem! e ainda estou chocada e tentando digerir tudo que aconteceu, mas foi um filme espetacular, já quero a continuação logo :(((

  • Reply

    Ana Barros

    21 de maio de 2018

    Eu não li até o final porque não quero receber mais spoilers do que eu ja recebi hahaha Estou morrendo de vontade de assistir mas confesso que não estou por dentro do mundo marvel! Não assisti Thor Ragnarok, será que isso vai ser um impedimento? Acho que vou ter que maratonar hahha

  • Reply

    Camila Faria

    23 de maio de 2018

    Não assisti Grazy, esse universo dos super-heróis realmente não é a minha praia, infelizmente. :/

    Beijo, beijo :*

  • Reply

    […] de Guerra Infinita não tem como nenhum filme superar pra já! O choque e o hype ainda estão bem recentes. Porém […]

Leave a Reply


CAPTCHA Image
Reload Image

Sobre Mim

Sobre Mim

Grazy, 29. Casada com o Robson. Mamãezinha do Shih Tzu Dominic.

Últimos Posts

Anuncie

Anuncie

Posts Populares

Home Office – Inspiração

27 de agosto de 2018

Um ar novo em dois mil e dezoito

11 de janeiro de 2018

O que eu aprendo sendo blogueira

16 de julho de 2018

Pin-me