Cinema: Guardiões da Galáxia Vol. 2

Guardiões da Galáxia foi, disparado, meu filme preferido da Marvel. Tanto que ganhei o Blu-Ray de Natal do Robson, logo depois do início das vendas deste. Meu primeiro Funko Pop! foi o Baby Groot dançante, no vasinho branco. Sou simplesmente apaixonada por esse filme e é claro que eu estava super, mas super ansiosa para o volume 2.


"Com a Awesome Mixtape #2 como trilha, Guardiões da Galáxia 2 continua as aventuras do time, enquanto atravessam os confins do cosmos. Os Guardiões devem lutar para manter sua nova família unida, enquanto tentam desvendar os mistérios da verdadeira paternidade de Peter Quill. Antigos inimigos se tornam novos aliados e personagens favoritos dos fãs dos quadrinhos clássicos vão ajudar os heróis, enquanto o Universo Cinematográfico Marvel continua a se expandir." Marvel - 2016
Confesso que vi um ou dois trailers do filme porque eu queria manter o suspense. Sei que o marketing da Marvel é tão grande que eles acabam mostrando demais. Porém a trama me surpreendeu, demais! Vêm ler as minhas impressões.
Pode ter spoiler? Pódi! Mas eu não tenho certeza se soltei ou não. Me perdoem!

Guardiões Vol. 2 me surpreendeu de uma forma que eu não imaginava. Confesso que o primeiro ato me foi arrastado, salvo pelo Baby Groot fofo dançante, carismático e amorzinho. Mas o restante das duas horas de filme foram muito boas! Já era esperado a comédia forçada da Marvel, mas eu gosto disso sabe? Apesar de esse ponto ser muito criticado pelos pseudo-críticos-de-cinema-geração-mimimi-BR é uma marca da Marvel e é ainda mais acentuada com os Fanfarrões da Galáxia. Porém, na minha opinião, Guardiões Vol. 2 supera o primeiro filme.


Os personagens estão longe de serem heróis, óbvio. Mas o que me chama muito a atenção nesse segundo volume são as relações pessoais. Vemos um grupo unido aos cuidados do Baby Groot. Vemos a relação da Gamora e do Quill fluir (algo óbvio desde o filme anterior) e vemos uma relação problemática entre Gamora e a irmã, que volta neste volume. Sem contar algumas lições sobre comportamento: o porque de Rocky ser tão inconsequente às vezes. Temos até uma sessão de psicologia para entendê-lo e é incrível.

No trailer somos apresentados ao pai do Quill, Ego, e descobrimos porque o Peter conseguiu segurar a Jóia do Infinito sem morrer. No filme Quill descobre um pouco sobre a relação do seu pai com sua mãe e acaba descobrindo uma parte de si. Esse sentimento de Quill em meio a conhecimentos e sentimentos em relação a seu pai me foi muito tocante. Quem leu minha resenha de Interestelar e Logan sabe que as relações de amor familiar é algo que me toca muito. Quill descobre o pai e se vê no meio de uma família, formada por aqueles "Zé Ruelas" que formavam um círculo no filme anterior, família essa que cresceu um pouco com a inserção de novos personagens.

O visual do filme é incrível! Eu assisti pela primeira vez em 2D, no feriado do Dia do Trabalho. Um amigo foi ver em 3D, e ele que não gosta de 3D amou! Então fomos rever na última terça-feira. O 3D vale muito a pena, mas fica em destaque as cenas em que Yondu usa sua flecha mágica. Esse personagem, que eu já achava o máximo de engraçado e complexo no primeiro filme, se destaca lindamente no Vol. 2. Destaca-se também a relação Gamora e Nebula, irmãs que sofrem aquele drama no Vol. 1 e aqui temos uma noção da história de ambas. Lindos destaques!

O desfecho do filme me tocou de uma forma tão grande e inimaginável. Quem diria que se choraria no final de um filme cheio de comédia pastelão? Chorei mesmo, nas duas vezes em que assisti. A trilha sonora não é tão marcante quanto a primeira, mas faz todo sentido no contexto todo da história que se torna incrível e indispensável. Nos créditos toca "Surrender", música do Cheap Trick de 1978, que eu adoro (e que tocou também no filme Pixels), por exemplo.


Enfim, Guardiões da Galáxia é um filme pra se divertir, aprender e se emocionar. Me surpreendeu de uma forma tão gostosa que conseguiu superar sim o primeiro e igualou o amor que sinto pelo filme! Continuo amando Guardiões da Galáxia e os dois, com certeza, são meus filmes preferidos do MCU.

E que venham outros filmes, outros personagens e outras emoções. Você assistiu? Conta pra mim!

XoXo,
I AM GROOT

2 comentários

  1. Preciso assistir, amei o primeiro <3 Gostei muito da sua resenha.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  2. Nunca assisti nenhum dos filmes da série, mas confesso que o Chris Pratt e sua resenha quase me fazem assistir. Sobretudo o Chris Pratt, embora sua resenha seja realmente excelente <3 :p haha

    Beijos!

    ResponderExcluir