As Várias Versões de Mim?


Quando paro pra pensar na pessoa que sou hoje não tem como não olhar pra trás e ver quem eu já fui. Tudo aquilo que vivi, tudo aquilo que abracei ou deixei ir embora são fragmentos do que sou...

A filha única, a neta mais velha, a prima mais nova. A amiga magrinha, a menina do bermudão, a patricinha popular ou a CDF vítima de bullying. Poderia ser a adolescente rebelde, a apaixonada ou a pegadora ordinária. A verdade é que tudo sou eu e não várias versões.

Apesar de ter passado por diversas fases não considero elas separadamente, são construções. Construções considerando os momentos da vida, os meios que me cercavam e as pessoas que conviviam comigo. Se hoje olho pra uma amiga que junto de mim era popular e hoje é mãe não consigo vê-la em duas, é uma só, com sua própria história.

Me lembro de quando era mais nova que amava montar peças de teatro e coreografias de dança na escola. Eu era parte de um grupo muito popular e criativo, acredito que a popularidade vinha pela criatividade mesmo. Hoje, crescida, continuo escrevendo e lendo, e dançando! Danço na academia e em casa, nas festas e encontros com as amigas. A verdade é que isso nunca saiu de mim! Como professora eu dirigi uma peça de teatro dos meus alunos. Como aluna, fui pesquisadora para o documentário do meu professor. Não tem como me livrar da minha veia criativa...

... a mesma veia criativa que me torna a Grazy escalafobética! Que ama a Marvel, que se veste como bem entende. Não liga pros padrões e padronagens. Que estudou moda, mas segue seu estilo. Que defende as mina e ama seu marido. Que não deseja engravidar, mas que chama o cachorro de filho. A filha que um dia deu trabalho e agora só sente a dor da distância. Que levou chute na bunda, facada no peito e uma pancada de fichário nas canelas (essa última por uma brincadeira que rendeu choro de risos).

Feri e fui ferida. Fiz sorrir e sorri gostosamente. Dei e recebi. Hoje eu Grazy, esposa, mãe de dog, auxiliar, blogueira, consultora de moda, gorda, lutadora de boxe, pilateira, dançarina, artesã, escritora, cantora de chuveiro, responsável pela correspondência do prédio, amante dos pandas, assídua visitante de parque de diversão, companheira de copo, de cama, de sofá, de Netflix, marvelete, ansiosa, depressiva, escandalosa, fashionista, criativa, natural, food truck lover e única. Não sou várias versões, sou única com variadas formas.

Na minha cabeça tudo se encaixa.

Na minha bagunça eu me encontro.

XoXo,
Grazy

13 comentários

  1. Uau!!!
    Que texto comovente. Fiquei até sem fôlego. Perfeito!

    ResponderExcluir
  2. Acho que ao longo do nosso caminho vamos mudando conforme a vida se mostra a nós não é mesmo? e assim temos muitas faces.
    Amei seu texto, mostra bem o quanto podemos mudar, o quanto podemos ser.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. QUe texto mais LINDO! Sério, quando vc disse que nao tinha varias versoes achei q nao tinha mesmo, mas vc tem, vc é muita coisa linda, faz coisas incriveis e teve um passado invejavel, queria eu poder voltar no tempo e, ao inves da timida que escondia a criatividade no papel ser a pesquisadora para o professor, parabéns!!
    Adoro conhecer pessoas decididas e bem resolvidas com a vida, que fazem um monte de coisa ao mesmo tempo como vc e sao felizes. E, claro, sem se preocupar com os outros (adorei quando vc falou isso)
    Parabens pela pessoa linda que é, adorei a oportunidade de te conhecer mais um pouco
    Beijos flooor

    ResponderExcluir
  4. Que reflexão mais linda,fiquei com uma vontade enorme de abraçar todas as Grazys que compõem a Grazy! hahaha

    ResponderExcluir
  5. Que post mara, Grazy! Falou tudo e mais um pouco. Costumo dizer que sou uma versão de mim (hahaha), cheia de perfeições e imperfeições (dependendo do ponto de vista haha)! De tudo um pouco mesmo. Adorei o seu ponto de vista! =)

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  6. Uau, que texto incrível! Daqueles que nos deixam sem palavras (e olha que dificilmente fico sem palavras hahaha)Gostei muito da forma como você desenvolveu o texto. Muito reflexivo. Adorei conhecer mais sobre você e todas as coisas que fazem você ser essa versão de quem é. Abraço de urso!

    ResponderExcluir
  7. AIN <3 Eu amei o texto! Temos muito disso né? Muitas em uma só. Mudamos a cada dia, conhecemos coisas novas, nos reinventamos. E isso é ótimo! Um beijo :*

    www.fleurdelune.com.br

    ResponderExcluir
  8. Grazi, me faltam palavras pra expressar o quanto eu gostei do teu texto!
    Sabe quando você lê algo e começa a refletir sobre si mesmo? Esse texto causou isso em mim. E daí eu percebi quantas fases vivi na minha vida, todas muito diferentes umas das outras. Mas cá estou eu, sempre vivendo o que eu acho que é a melhor fase da minha vida e acreditando que as coisas só irão melhorar, hehe. O legal é que sonhadora que sou, vejo o quanto minhas atitudes e escolhas influenciaram para eu ser quem sou hoje e estar onde estou e como o que faço hoje tem extrema influência sobre meu amanhã. Né não? E mais importante que a chegada é o caminho, né? Que sejamos felizes durante ele!

    www.meujardiminterior.com

    ResponderExcluir
  9. É uma maneira bem legal de ver as coisas, Grazy. Gosto disso de construção. Sem qualquer uma dessas "versões", não seria a mesma Grazy hoje ^^

    Yellow Ever Shine

    ResponderExcluir
  10. É tão gostoso quando alguém sabe valorizar seus feitos, frustrações e experiências... Tão bonito ver alguém que tem orgulho de si mesmo! Continue assim, Grazy. ❤ Amando e respeitando cada pedacinho seu, suas conquistas e sua evolução. Lindo texto!

    ResponderExcluir
  11. Grazy que maravilhoso. Me identifiquei muito com seu texto. Tentei escrever na segunda-feira, fiz um esboço da postagem, mas nada que me transmitisse Minhas versões e resolvi esperar e postar em outro dia. Cada Post que leio fico mais feliz de participar do grupo. Bando de gente talentosa <3
    Charme-se

    ResponderExcluir
  12. Que delícia esse post, Grazy! Realmente, já fomos várias pessoas em uma e quem somos agora vem lá de trás! E é super importante ter orgulho de quem éramos e, claro, de quem somos agora! You go, girl <3

    Um beijo! ♥
    www.daniquedisse.com.br

    ResponderExcluir
  13. Grazy que belo texto, simplesmente perfeito!
    Adorei como se descreveu.
    Beijos
    www.ideiasemcasa.com.br

    ResponderExcluir