Nós que aqui estamos por vós esperamos

Estava na faculdade e não me lembro em qual matéria eu assisti esse documentário. Me apaixonei instantaneamente!  É o tipo de documentário que eu sou capaz de rever várias e várias vezes. Na época da faculdade eu ganhei uma cópia de um professor, já que é impossível encontrar o original para comprar.

Inspirado na leitura de "A Era dos Extremos" do historiador Eric Hobsbawn, Marcelo Masagão criou esse documentário que resume os anos extremos do século XX. Com a presença de personagens pequenos e grandes e momentos pequenos e grandes ele nos insere na história do mundo nesse século que foi conturbado e cheio de mudanças.

Uma colagem de imagens clássicas, arte e textos criados por Marcelo, a obra é considerada "filme-memória", um documentário ficcional com textos criados através de imagens reais. É como se ele desse vida e história para esses personagens reais que acabaram esquecidos com o tempo. Uma forma de relembrar tantos anônimos que escreveram a sociedade que somos, a história que vivemos. As imagens são acompanhadas por trilha sonora de composição de Wim Mertens, músico belga também formado em Ciências Sociais e Ciências Políticas.
Premiado no Festival de Gramado no ano 2000, o documentário tem seu título o letreiro de um cemitério localizado no interior de São Paulo. 

Créditos: http://www.uziporai.com.br/

Considero, como historiadora, um documentário complementar para a vida de qualquer pessoa. Você não precisa ser um estudioso de história, um entusiasta do tema para perceber o quanto essa obra pode impactar e trazer memórias para si. Imagens impactantes, filosofias de vida e histórias que nos fazem pensar no nosso lugar, no que devemos lembrar e a quem devemos a liberdade e tudo o que temos direito. 

Aqui não vemos a história apenas protagonizada por homens, vemos mulheres também. Apesar de fictícia, as imagens comprovam a importância da mulher nesse século cheio de guerras e mudanças. Mudanças na moda, na aceitação do corpo, no comportamento, no mercado de trabalho; os esforços femininos na frente e nos bastidores da guerra e a mulher como parte altamente significativa das mudanças.

Assista! O século XX passará diante dos seus olhos em 73 minutos. Além disso, venha me contar como foi sua experiência com o filme, eu vou amar trocar uma ideia com você! Tem aqui ó!! 

XoXo,
Grazy

12 comentários

  1. Imagino que esse documentário seja daqueles que despertam um monte de coisas em quem assiste, incluindo a criatividade. Estou certa?
    Me interessei, vou ver se acho na internet!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De certa forma sim Bi, mas desperta mais é sentimento de pertencimento sabe, de fazer parte de um todo.
      Assista!

      Excluir
  2. Que documentário interessante.
    São poucos os que me interessam e este me despertou uma grande curiosidade.
    Vou ver se acho para assistir.
    Bjuxxxxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista mesmo Poly, depois venha me dizer se curtiu!

      Excluir
  3. Não conhecia, nem tinha ouvido falar desse doc. De cara já curti muito o título, vou arrumar logo um tempinho pra assistir. Valeu pela indicação, Grazy!

    ResponderExcluir
  4. Eu amo documentários e nunca soube deste, vou procurar assistir!!
    Beijos!!
    Blog Amanda Hillerman

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista Amanda! Se você gosta de Docs, você vai curtir!

      Excluir
  5. eu não tinha muito costume de assistir documentários. Via poucos mas todos que vi gostei. Agora quando me falam sobre um sempre fico curiosa. Vou procurar esse porque parece ser interessante.
    beijão
    www.batomesaltoalto.com

    ResponderExcluir
  6. NÃO ACREDITO, GRAZY! Eu amo esse documentário e até hoje só conhecia uma pessoa que também assistiu. Sempre que falo sobre, todos ficam "oi?", haha. Que incrível encontrar esse post <3 Quase chorei quando vi o título e pensei "será?".

    Meu documentário favorito, sem dúvida. É realmente incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi?! Não digo que é minha alma gêmea essa mulé?! Eu já assisti zilhões de vezes e não me canso!!!

      Excluir