10 coisas que aprendi com relacionamentos

Oi pessoal! Primeiramente gostaria de pedir perdão pela minha ausência. Esse post era pra ter saído na sexta-feira. A nossa afilhada estava pra nascer então acabamos viajando pra serra. Ela nasceu ontem pela manhã e a vimos antes de voltar pra casa. Alice nasceu forte e saudável, um anjinho pros padrinhos aqui. Então peço perdão pela ausência, mas foi por uma boa causa!

Quando vi o tema do Rotaroots pensei em como eu sempre falo com as amigues sobre o que aprendi com relacionamentos. Apesar de ter aprendidos com ex-relacionamentos é o meu namoro-casamento atual que me ensinou muito no quesito identidade-amor-convivência. Vem ler e quem sabe eu ajude você com alguma questão, ou te faça rir!



1. Mantenha sua identidade: tire um tempo pra você e deixe a outra pessoa a viver o seu tempinho free.

Tem um povo que não irá concordar comigo, mas cada um tem que ter o seu tempo livre! Não tô falando que tenho um relacionamento aberto e que nos nossos tempos livre a gente saia se pegando com outras pessoas. O tempo livre é aquele em que fazemos coisas que gostamos mas que o outro não gosta. Eu por exemplo gosto de passar um tempo sozinha, fazendo scrapbook, ou lendo ou escrevendo aqui pro blog. O Robson toma a cervejinha ou assiste futebol durante a semana com ozamigo, sem problemas nenhum. A gente já mora junto, faz uma pá de coisas juntos. Então é importante que cada um tenha seu tempo, seja pra ficar sozinho, seja pra estar com amigos. Nossos amigos aqui em BC são amigos em comum, mas acho importantíssimo ele ter o momento de macho dele!

2. Confiança sempre!
Quando eu digo que a base de um relacionamento é a confiança e não o amor tem gente que me xinga. Mas confiança é uma coisa que solidifica qualquer relação, seja ela só amizade ou uma relação amorosa. Não tem coisa pior que viver com alguém que não confiamos pra ir ali na esquina! 
Aqui aprendemos a ter um diálogo aberto, apesar de o lado de lá sempre fazer piadas no meio das conversas (parece que nunca leva a sério! Mas a palhaçada tá no sangue). É muito importante confiar no outro, seja o seu amor, seu dinheiro ou sua vida. Se não confia, não vale a pena viver algo angustiante,

3. Seja amigo! 
Chega uma hora que o amor e o tesão esfria, que chegamos cansados do trabalho e ainda temos que fazer o jantar, que estamos mau-humorados, que estamos naqueles dias. Pra toda e qualquer situação é importante que o casal seja amigo pois ai sempre terá papo entre vocês! Sempre converse, troque ideia, afinal, se são um casal devem gostar de conversar por longas horas!

4. Compartilhem gostos, tentem fazer algo juntos!
Nós amamos cinema, e amamos Marvel! E isso a gente sempre faz junto! Algumas séries também assistimos juntos e é traição punível assistir algum capítulo sem o outro! A gente gosta de passear, viajar e conhecer coisas novas. O Robson pegou gosto em ir a museus, por exemplo. E eu sempre o acompanho quando ele quer tirar fotos do nascer do sol, apesar da preguiça. Quando ele jogava game eu ficava ali do lado procurando detalhes e o ajudando. A gente sempre tem algo a fazer! Fora o amor pela fotografia!

5. Compartilhem tarefas.
Quando se mora junto não tem como não dividir gastos e tarefas. Não vou falar sobre $ porque cada casal tem seu método. Mas em relação a tarefas eu faço questão de falar! Aqui a gente divide as tarefas de faxina porque o Robson tem todo a mania pra limpar o chão: então é com ele. Vidraças eu odeio limpar: então é com ele. Eu cozinho, e às vezes ele ajuda, lavo roupa, tiro o pó e limpo os banheiros. Pra mim é justo, tá beleza! Se você não compartilha tarefas parece que um ou outro tá sendo escravizado e sempre rola discussão. Vamo dividir aê!!

6. Não seja trouxa!
Ás vezes temos que maneirar no nosso modo de viver, para conviver com alguém. Melhorar alguns defeitos, maneirar na preguiça, abrir mão quando somos egoístas e respirar quando somos explosivos. Mas não deixe seus gostos de lado porque uma pessoa obriga! Se ela não aceita algum amigo seu procure saber porque aquela pessoa incomoda, ás vezes é uma implicância boba e logo eles vão se dar bem. Em relações passadas eu me afastei de gente que eu gostava, até deixei de falar com amigos: coisa de trouxa! Hoje eu mantenho minhas amizades apesar da distância. E ele também ;). Mudamos sim, como processo de crescimento, mas não nos transfiguramos saca?!

7. Nem tudo são flores, esquece esse papo!
Namorar, morar juntos... nem sempre vai ser lua de mel! Lembre-se que apesar do amor e da cumplicidade que os une são duas pessoas diferentes, criações diferentes, culturas diferentes vivendo uma vida compartilhada. Vai rolar arranca-rabo sim! Príncipe encantado e princesa donzela só existem nos contos. É encontrando equilíbrio que mantemos nossas personalidades e nosso amor junto da gente!

8. Nem sempre o "eu te amo" está nas palavras.
Meu marido não é de falar muito. Mas ele sempre tá me agradando. É a forma dele de demonstrar amor: me cobrindo de manhã quando ele saí, me fazendo um Nescau, me deixando comprar um livro mesmo na época de aperto, me buscando no trabalho, comprando comida que eu gosto... Esse ponto eu aprendi às duras, sempre cobrava que ele falasse. Mas com o tempo eu fui percebendo que ele fazia e que essa era a forma que ele me demonstrava seu carinho.

9. Seja parceiro! Compartilhe alegrias!
Tirei notas boas no curso: ele fica contente! Ele ensinou um novo truque pro Dom: eu fico extasiada! Eu consigo bons resultados: ele me felicita! Ele recebe bons retornos no trabalho: eu admiro o que ele faz e o parabenizo! Sempre, sempre demonstre alegria pelo outro! Seja nas pequenas e nas grandes coisas! Admire! 

10. Lembrem-se que nos relacionamentos não há regras!
Cada casal é único, vive da maneira que os agrada, que os une. Fique com alguém que te faça feliz independente de regras: se tá bom para os dois então quem sou eu pra julgar?! Vivam suas vidas com intensidade, com doçura, não se deixem machucar além da briga besta por causa da cueca no chão do quarto ou da cabeleira na pia. Sejam felizes com seus amores!

Você se identifica com algum ponto? Tem um grande amor? Aprendeu uma outra coisa? Conta aqui pra mim!

Cultivem o amor feliz!

XoXo,
Grazy

Esse post faz parte da blogagem coletiva do grupo Rotaroots, um grupo criado por blogueiros old school, a fim de manter aceso no coração dos blogueiros antigos e novos a vontade de escrever o que se sente de forma pessoal, sem textos prontos ou comerciais. Aqui o que impera é personalidade e o amor ♥

14 comentários

  1. Concordo muito sobre o tempo livro! Não suporto quem arrasta o namorado pra uma noite só de mulheres, por exemplo. A gente tem que saber dosar. Aliás, concordo com tudo rs. Acho que temos uma visão bem parecida de relacionamentos porque moramos junto com os namorados e isso faz a gente crescer. Vi umas meninas de 15 anos respondendo esse meme e só pensei "nossa, vocês tem muito o que aprender ainda" UAHUAHUAH mas faz parte! Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bessie, preciso tirar um tempo para ler os demais blogs, quero só ver como eu evolui ou o que preciso aprender! kkkk

      Beijos ♥

      Excluir
  2. O mais importante em um relacionamento com certeza é a confiança, nunca dar certo quando o mais importante não existe. Gostei muito dessa sua listinha, é super válido para ter namorado ou está pensando em entrar em um relacionamento sério.
    Beijinhos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fran! Espero que a lista dê uma luz pra muita gente!
      Beijinhos ♥

      Excluir
  3. Estar com alguém não é uma coisa simples, mas quando você encontra o amor de verdade se aprende muito todos os dias. Eu sou muito abençoada, tenho o melhor Sr. Marido que eu poderia ter, com certeza! Os 10 itens que você colocou na tua lista são os tops, com certeza!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas felicidades sempre pra vcs Rita!

      Beijo grande ♥

      Excluir
  4. Nossa Grazy, que post lindo! Tive que concordar com todos os pontos que você abordou, sensacional!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Camila! Comentários assim nos inspiram... e você sempre me inspira!
      Beijão!

      Excluir
  5. Concordo com todos os pontos Grazy! Mas acho que o primeiro é fundamental, não perder a identidade e continuar com a vida própria é essencial.
    Beijos
    Falando de Feminices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É super importante né Grazi, afinal o amor deve te aceitar como é!
      Beijinhos!

      Excluir
  6. Ameeei o post! Concordo plenamente com tuudo! para mim o respeito é o essencial, tanto respeitar o espaço da outra pessoa como respeitar a pessoa com quem você está! De resto a gente tira de letra ahaah

    um beeijoo ♥

    www.eaibonita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Jéssica! Com o tempo vamos ficando craque no amor né? Kkkkkk.
      Beijinhos!

      Excluir
  7. Uma das coisas que você aprendeu e que parece que tem gente que não entende é sobre o "eu te amo". Vejo muita gente que exige da outra pessoa declarações gigantes nas redes sociais, presentes magníficos quando, na verdade, o ato de amar o outro reside, também, em coisas muito mais singelas e que fazem toda a diferença num relacionamento. AMEI esse post e cada um dos itens que você listou ♥
    Beijos,
    Nalu
    www.coisasafins.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei muito feliz com sua visita Nalu. Te confesso que aprendi às duras a perceber o amor nas pequenas coisas. Hoje cobro menos e sou muito feliz!

      Beijinhos

      Excluir