Featured Slider

Meu maior ato de coragem...

... foi aceitar todos os meus problemas, encará-los de frente e pedir ajuda quando eu não conseguia sozinha.

Pra uma pessoa deprimida é muito difícil reconhecer os problemas que levaram ela a esse quadro. Pense numa pessoa sozinha no fundo do poço, onde ela só vê luz a uma distância muito grande dela. E ela fica ali quieta, definhando. Quando o grito de socorro vem - e muitas vezes nem vem - é porque a coisa ficou muito insuportável e deu o sinal de que algo não vai bem. Porque quem tá deprimido não pede ajuda a não ser que reconheça seus problemas.


(a foto de mim tensa na Roda Gigante, porque eu posso amar montanha-russa mas morro de medo de altura e nem imagino um brinquedo de queda livre)

Quando me vi no fundo de um poço me martirizando por não ter carreira, por não ter um corpo ideal e uma casa maravilhosa eu percebi que eu estava deprimida por coisas que eu poderia melhorar. Eu sentia saudades da minha família mas eu estava no lugar onde sempre desejava estar. Pedi ajuda para sair desse estado, para aprender a olhar para as coisas boas e positivas que haviam na minha vida e em mim. Comecei a escrever esse blog. Passei a comprar roupas legais pro meu corpo maior. Passei a enxergar algumas coisas mais positivamente e isso fez uma diferença enorme. Recebi apoio. Tomei medicação. Procurei ocupações como forma de terapia. Apoio profissional e de repente o futuro parecia mais promissor sabe? Como se o cenário mudasse de um filme de terror para um lindo filme de aventura.

A verdade é que no momento em que percebi que podia ser forte e poderia pedir ajuda também percebi que poderia ir consertando algumas coisas que deixei quebradas pra trás. Renovar uma amizade, pedir perdão, retomar um projeto. Construir algumas coisas perdidas foi bem difícil, mas um passo importantíssimo para me tornar uma pessoa melhor.

A depressão é uma escada que sobe e desce. É um degrau de cada vez, seja pra luz, seja pro escuro. Ontem parei para pensar sobre o cansaço que venho sentindo, a tristeza que se apodera em momentos do dia, a vontade de dormir, o abandono do blog e de outras práticas saudáveis e percebi que talvez eu esteja descendo alguns degraus. Leitor, você não imagina o quão difícil é escrever sobre isso. Ás vezes me culpo por regredir, mas são coisas da vida que nos levam para momentos obscuros. Ontem, pensando nisso percebi que preciso mais uma vez ter força e coragem de subir os degraus, que sou incrível e não devo me permitir.

Se hoje eu amo o reflexo que vejo no espelho é porque na frente do mesmo eu chorei por ser gorda. Ali eu via reflexo do fracasso, de um diploma não aproveitado, de uma medíocre. Hoje eu vejo uma linda grande mulher (em todos os sentidos), não tenho vergonha do meu corpo, nem do meu trabalho, nem do meu blog, nem da minha família e da minha condição financeira. Eu sou saudável, perfeita, feliz e amada. Tenho amigos incríveis. Tudo para ser feliz.

Meu maior ato de coragem foi me aceitar sem se importar com fatores externos. Foi me segurar e reconhecer quando não estou bem. Meu ato de coragem se fortifica, um dia de cada vez.

XoXo,
Grazy

Braceletes! Qual o melhor pra você?

Minhas roupas podem ser básicas, mas algo que pode dar um toque de estilo são os acessórios. Quando mais nova achava meus braços muito finos para braceletes e pulseiras. Hoje, eu uso e abuso desse acessório lindo! Um acessório de origens muito antigas, o bracelete é hoje uma das peças prediletas do público feminino.

Os registros históricos confirmam que os braceletes eram usados no Antigo Egito, por reis, rainhas e sacerdotes. Podemos perceber nas paredes dos templos os reis de outrora usando um bracelete em cada braço, indicando o seu poder como rei-deus! Mas esse acessório também é encontrado dentro de um conceito religioso e social de outras civilizações. Na Bulgária se amarravam cordas vermelhas e brancas para atrair amor, felicidade e saúde. Na Grécia o uso do bracelete protegia dos efeitos do sol. Na Índia, o uso de braceletes indica o estado civil de quem o usa. Percebemos em livros e filmes históricos os braceletes surgindo em formas e materiais diferentes. Mas e no nosso tempo?

Bracelete do jovem faraó Tutankamon. 1323 a.C,

Na década de 30 a grande estilista Coco Chanel desenvolveu junto do designer de jóias Duque de Verdura o bracelete de Cruz de Malta. Feito de resina o bracelete recebeu aplicação em pedraria, que desenha então a cruz. 

Criada na década de 40 a personagem da Mulher Maravilha teve grande destaque em um meio onde os heróis masculinos imperavam. A heroína usava braceletes mágicos que a ajudavam a se proteger de projéteis. É claro que os acessórios se tornaram ainda mais famosos (e usados em ambos os braços ao mesmo tempo!).

Famosos no mundo todo, os braceletes da Pandora são sucesso de vendas e podem ser encontrados em diversos materiais. É objeto desejo! Confira alguns modelos e use e abuse da criatividade para usá-los e combiná-los!

Bracelete rígido

De estrutura firme e acabamento sofisticado esse tipo de bracelete é moderno e bastante versátil! Os modelos em prata são atemporais e os meus favoritos! Esse modelo pode ser usado tanto sozinhos quanto em conjunto. Existem modelos lisos e modelos com detalhes lindos e interessantes. Para o dia a dia, dê preferência para os modelos lisos que podem ser combinados à um lindo relógio e outras pulseiras. O acabamento em ouro é mais poderoso e luxuoso e fica chique combinados à peças sóbrias e de acabamento mais fino como pérolas, brilhantes e pedras preciosas. Fica lindo para iluminar produções mais formais. Mas se você quiser ser ousada e tem medo de se jogar, misture os metais e mescle ouro e prata nos seus pulsos. Os charms pendentes da Pandora dão um toque de originalidade às peças, por serem escolhidos de acordo com seu gosto pessoal (eu amo!).

Aberto ou Fechado?

O bracelete rígido aberto confere muita originalidade à uma produção, apesar de não poder receber os tão amados charms. E ainda dá pra combinar com braceletes flexíveis, em prata de lei ou ouro 14k, que deixam seu visual mais elaborado. Os braceletes fechados tem a praticidade de ser combinados à outros, usados sozinhos e podem ser complementados com charms que contam a sua história. Além disso ultrapassa o limite da lindeza quando combinados com outros materiais e modelos.

Bracelete de couro

Esse bracelete é uma peça unissex que se tornou febre entre os mais fashionistas. Esse tipo de joia, confeccionado em couro trançado pode ser encontrado em diversas tonalidades e o fecho em prata deixa a peça ainda mais bonita. É um acessório bem versátil que pode ser combinado com outros materiais e também usado sozinho. 


Os braceletes da Pandora são um caso à parte de lindos que são e eu tenho um amor enorme por esses charms. Mas atenção! Antes de comprar qualquer peça fique atenta às medidas do seu braço para que a peça comprada tenha o tamanho perfeito pra você, a Pandora disponibiliza os modelos nos tamanhos de 16 a 21 cm. 

Amou? Adorou? Já tem um bracelete pra chamar de seu? Conta aqui pra mim!

XoXo,
Grazy

Esse publipost ajuda a manter o blog e a comprar a ração do Dominic. ♥

Limpando o fogão sem danos.

Gosto muito de comer e sempre faço uma bagunça quando cozinho. Depois dá uma preguiça de colocar tudo em ordem! Porém, não dá para deixar para depois uma das tarefas: remover os resíduos, manchas e gordura do fogão.

Um doseletrodomésticos mais importantes da cozinha muitas vezes é deixado de lado quando se trata de higiene e manutenção. Deixar a limpeza para o dia seguinte pode não apenas danificar o fogão como também comprometer a saúde pois o acúmulo de restos de alimentos e gorduras facilita a proliferação de micro-organismos. Sem contar que deixar para depois torna mais difícil limpar adequadamente o fogão. Confira algumas dicas para manter a longevidade do seu fogão e deixá-lo livre de impurezas e resíduos.

5 formas de limpar o fogão corretamente 

Não deixe a higiene para depois! 

Se você  não deixar acumular gordura por muito tempo no seu fogão torna-se mais fácil limpá-lo, uma vez que o hábito de “deixar para depois” dificulta a higienização do eletrodoméstico. Isso significa que na hora de finalmente limpá-lo será muito mais complicado remover manchas, sem contar que a sujeira pode comprometer o desempenho do fogão e até mesmo danificá-lo.


Cuidado redobrado antes da limpeza!

Antes de iniciar a limpeza, é preciso desligar o fogão e fechar o registro para evitar choques elétricos e vazamento de gás. Espere as bocas e as grades esfriarem até a temperatura ambiente para começar a faxina. Jamais jogue água, produtos ou pano molhado no fogão ainda quente: a mudança brusca de temperatura ocasiona manchas e rachaduras no eletrodoméstico. Remova as grades e comece higienizando o tampo. Primeiramente, utilize um pano úmido para remover o excesso de resíduos. Em seguida, utilize um produto próprio para a limpeza de fogão: o mais recomendado para limpar profundamente o fogão é um desengordurante.
Jamais utilize objetos perfurantes ou produtos abrasivos ou à base de álcool para retirar restos que grudam na superfície, caso contrário, seu eletrodoméstico ficará com marcas e arranhões. Para retirar a sujeira mais difícil, utilize água com bicarbonato de sódio e em seguida seque com um pano limpo. Atualmente há diversas opções de marcas no mercado e os produtos na embalagem borrifadora são os mais práticos e econômicos. Após borrifar o desengordurante, deixe agir por três minutos e remova com o lado macio da esponja para secar.

Limpeza simples ou profunda?

Há dois tipos de limpeza: uma mais superficial e rápida e outra mais meticulosa e demorada. A limpeza simples consiste em apenas um pano úmido com um pouco de detergente neutro e em seguida um pano seco para finalizar. Por outro lado, a limpeza profunda tem várias etapas e exige mais tempo e dedicação. Para limpar profundamente, retire a grade e as bocas, deixando-as de molho em uma solução de 300 ml de vinagre para 1 litro de água. Enquanto isso limpe com uma esponja macia e detergente neutro a base e a tampa, secando posteriormente com um pano. Em seguida, aplique um produto específico para as grades e deixe agir por dez minutos. Para retirar os resíduos utilize água e detergente. Por fim, retire as bocas da solução e esfregue com uma palha de aço para remover a sujeira incrustada. Seque bem após o processo e, se houver necessidade, utilize um desentupidor de fogão para desobstruir as bocas.

Atenção no painel e botões!

Você sabia que os botões do seu fogão contêm mais micróbios do que o botão da descarga do banheiro? Por isso, é fundamental limpá-los cuidadosamente com um pano úmido todos os dias. Outra parte delicada do fogão é o painel: o ideal é limpar delicadamente com um pano limpo e úmido, evitando esponjas e outros itens que podem arranhar e danificar o painel.

Gostou das dicas? Tem uma diquinha infalível? Conta pra mim!

XoXo,
Grazy
Esse é um publipost  e ajuda a manter esse blog ♥ .